Franqueada da McDonald´s condenada por obrigar atendente a ficar nua diante de colegas

Uma unidade da Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda., franqueadora da rede de lanchonetes McDonald’s na América Latina, foi condenada a indenizar em R$ 30 mil uma atendente que foi acusada de furto e obrigada pela gerente a se despir na presença de duas colegas. A 3ª Turma do TST, em julgamento de recurso, restabeleceu o valor fixado no juízo de primeiro grau por considerar “o tratamento vexatório, humilhante e desrespeitoso aos princípios...

Leia mais

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

Imprevistos nos aresPassageiros do voo 8054, da Latam, do Rio a Orlando – incluindo uma família gaúcha – enfrentaram, quarta e quinta-feira (11 e 12) da semana passada, longos momentos de desconforto. Duas horas após a decolagem (já, então 23 h), a aeronave – quando já sobrevoava a Amazônia – teve que retornar a Brasília, para o desembarque de um passageiro que passava mal.Mais uma hora e meia em solo brasiliense e a viagem...

Leia mais

Corretora contratada como autônoma tem vínculo empregatício

A 8ª Turma do TRT da 4ª Região (RS) reconheceu vínculo de emprego entre uma corretora de imóveis e a Imobiliária Ducati, de Porto Alegre. A profissional havia sido contratada como corretora autônoma mas, na avaliação dos desembargadores, ficou comprovado que, na prática, “ela trabalhava com subordinação, pessoalidade e não eventualidade, requisitos essenciais para a caracterização da relação empregatícia”. A decisão reforma sentença da 16ª Vara...

Leia mais

O crescimento do golpe do depósito bancário com o envelope vazio

Sentença proferida na comarca de Lajeado (RS) julgou procedente uma ação indenizatória ajuizada pela empresa Rodovale – Indústria e Comércio de Equipamentos Rodoviários contra o Banco Bradesco. Este foi condenado a ressarcir à autora a importância de R$ 34.635,30 atualizada monetariamente (IGP-M) desde 27 de março de 2015, mais juros moratórios de 1% ao mês, contados a partir da citação.A petição inicial descreve e comprova que, em 26 de...

Leia mais

Justiça condena Apple por defeito de fabricação de iphone conhecido por “tela da morte”

Uma consumidora obteve na Justiça o direito de receber indenização por danos materiais e morais da fabricante de iphones, em razão do defeito conhecido por internautas como “tela da morte”. Ao julgar o caso, o Juiz Luis Andre Bruzzi Ribeiro, do XIII Juizado Especial Cível da Capital do Rio de Janeiro condenou a Apple a devolver o valor de R$ 1.749,00, cobrado pelo novo aparelho, além de R$ 3 mil de indenização pelos danos morais. De acordo com...

Leia mais